5 Formas de Colocar o Stop no Forex

5 Formas de Colocar o Stop Usada Pelos Traders no Forex

A maioria dos profissionais de Forex concordam que a colocação de stops é um dos componentes mais cruciais de qualquer estratégia de operação pois essa é a única forma concreta de proteger sua conta da volatilidade do mercado.

Infelizmente, traders novatos cometem o erro de focar muito nos lucros enquanto os traders profissionais compreendem que é preciso ter foco em minimizar as perdas. Já dizia um sábio conselho: finque seus pés mas tenha certeza de onde os está fincando.

Quando sua defesa é sólida você fica melhor preparado para o ataque (lucros) e a forma de fazer com que sua defesa seja consistente é usando stops de proteção.

Existem muitas formas de preparar Neston, ops, de usar stops, e para diferentes condições de mercado é comum vermos traders profissionais utilizando métodos diferentes.

Cada um tem a sua preferência, eu inclusive. Basicamente utilizo dois métodos para colocação de stops, um chamado de ADR e outro chamado de stop gráfico ou – como prefiro chamar – stop inteligente.

Continue lendo e conheça 5 métodos mais comuns de colocar stops para que se sinta seguro em qualquer situação.

1. Stop Com Valor Fixo

Recentemente tocamos neste assunto no post anterior sobre formas de aumentar os lucros no Forex. O stop com valor fixo é uma estratégia muito comum entre os traders novatos.

Ao contrário de outros métodos que dependem de indicadores para determinar a colocação de stops, o stop com valor fixo normalmente se prende a determinar um valor fixo de acordo com o tamanho da conta de operação.

Traders mais agressivos com menos aversão ao risco podem operar com stops de até 10% do valor de suas contas de operação, mas a maioria dos adeptos dessa estratégia fixam um percentual que geralmente é de 2%.

Nesse caso temos os traders que fixa o stop por um período sem alterar o valor e outros que o modificam trader a trader. Por exemplo, em uma conta com mil reais, independente de resultados, manteremos o mesmo stop (digamos, 2% do valor que daria 20 reais) por um mês. Na outra hipótese, o valor iria crescendo e reduzindo conforme o resultado de cada trade. Ou seja, um trade positivo, o valor do stop aumenta, um trade negativo e o stop diminui.

Minha avaliação sobre a estratégia

Em mercados menos voláteis pode até ser que essa estratégia por si só funcione, mas no Forex, na prática, não existe essa possibilidade. É preciso utilizá-la com uma certa adaptação.

2. Stop nos Níveis de Suporte e resistência

O stop com valor fixo é bastante popular, mas muitos traders preferem colocar o stop nos níveis de suporte e resistência.

Após muito tempo analisando gráficos, é normal olhar para eles e visualizar claramente os níveis mais importantes em que um par tende a dar uma parada (ou, falando de outra forma, em que um par tende a “sofrer” suporte ou resistência).

Como você “olha para o gráfico” para determinar o stop, esse é o stop gráfico.

Essas áreas podem ser muito úteis quando se procura determinar stops ou mesmo objetivos. A ideia toda é bem simples: digamos que você entre comprado no EURUSD em 1.5110 e tenha identificado um suporte em 1.5098. Nesse caso você colocaria seu stop abaixo desse nível, digamos em 1.5088.

Se este é realmente um nível em que os preços anteriormente sofreram alguma ação, é esperado que uma nova ação se repita no mesmo nível e, então, o par reverta a partir dali. Caso as coisas deem errado, você terá seu stop logo abaixo para lhe proteger.

Minha avaliação sobre a estratégia

Não existe melhor estratégia do que as baseadas no price action. Traders têm sucesso com ela desde a idade média. É simples, elegante e lógico. Combinada com alguns ingredientes fica imbatível. Com tudo isso, não é realmente nada demais chamar de stop inteligente.

3. Stop nos Níveis de Fibonacci

A ideia é usar os níveis proporcionais de Fibonacci como níveis de suporte e resistência e, portanto, como locais onde se deve colocar stop.

Geralmente existe uma ferramenta nos programas gráficos que permitem desenhar com facilidade esses níveis a partir de um determinado ponto no gráfico.

fibonacci-extension-before-lg

Existem, inclusive, diversos indicadores totalmente baseados em Fibonacci. Não se pode pode negar que eventualmente esses níveis coincidem com os movimentos do mercado.

Minha análise sobre o método

Se você curte jogar dados, lê seu horóscopo e faz constantemente a fezinha na megasena então este é o seu método para determinação de stop. Fora isso, não recomendo para ninguém.

Na prática, as coincidências dos níveis de suporte e resistência com os níveis de Fibonacci são apenas isso, coincidências. De qualquer forma, é importante conhecer todas as ferramentas disponíveis para saber o que deve-se ou não usar.

4. Stop Com Indicadores e Médias Móveis

Muitos indicadores são utilizados com essa função como, por exemplo, as Bandas de Bollinger. Esse tipo de stop é variável e procura determinar os extremos do mercado pois geralmente esses indicadores medem aumento e redução de volatilidade do mercado.

É claro, a técnica varia e pode ser adaptada de diversas formas, ao gosto do freguês. Abaixo deixo um exemplo de stop real em operações no mercado Bovespa.

exemplo-stop-bandas-de-bollinger-forex-sucesso-digital
Exemplo de Stop com Bandas de Bollinger. Fonte: Infomoney

 

Outro tipo de indicador muito utilizado para esta função são as médias móveis e os cruzamentos de uma média de um determinado período com outra média de um período diferente.

Minha análise sobre o método

Acho complicado e impreciso. Como tudo o que é baseado em indicadores, a informação está sempre atrasada. No máximo eu diria que esse tipo de stop deve servir como uma indicação a mais e não como verdadeiramente uma instrução precisa a ser seguida.

5. Stop Utilizando Pin Bars

Pin bar é um padrão de candlestick muito popular que ocorre em áreas de suporte e resistência e tem o formato de um martelo normal ou invertido. Não gosto desses nomes, acho muita decoreba.

Ou seja, é um candle com uma longa sombra acima ou abaixo do corpo e ausência ou quase nenhuma sombra no outro lado. Talvez você encontre alguma definição um pouco diferente disso mas o sentido é o mesmo.

Como geralmente trata-se de um candle que surge em situações limites no mercado (normalmente são eficientes em gráficos diários) e marca principalmente reversões, a técnica mais popular consiste em colocar o stop abaixo ou acima da sombra do candle, dependendo da direção do movimento.

exemplo-candle-pin-bar

Exemplos de candles pin bar. Fonte: Blog Forex Price Action

Minha análise sobre o método

Como é um método baseado no price action, acho muito bacana. Não o utilizo de forma exclusiva pois não opero somente padrões do tipo pin bar, mas qualquer reversão que ocorra (por exemplo, as formações baseadas no padrão de agrupamento que não forma pin bars e são muito eficientes).

Resumo Sobre as Formas de Colocar Stop

Colocar o stop corretamente é um aspecto crítico de uma operação, muitas vezes relegado a segundo plano.

Mas é aqui que reside a segurança do trade, permitindo que ele se proteja de um revés verdadeiro do mercado e, ao mesmo tempo, dê tenho para que a operação se desenvolva a contento.

Existem muitas outras formas de se colocar o stop mas o que precisa ficar  claro é que isso é como dirigir o seu carro no Brasil: é obrigatório usar o cinto de segurança. Então, é obrigatório usar o stop. E mesmo que você ache que não tem nenhum guarda para vigiar e multar, se desobedecer à regra o mercado fará esse papel para você.

Não espere acontecer!

E você? Qual o seu método de colocar o stop nas operações? Compartilhe conosco e enriqueça a discussão ajudando os traders novatos que passarem por aqui! :)

PS: Quer aprender um método extra? Clique na imagem abaixo e conheça o Pacote Digital Price Action para Forex com o método ADR desenvolvido para iniciantes.
price-action-avancado-para-forex-250px


sucessodigital
sucessodigital

Márcio Santos é autor do Blog Forex Sucesso Digital e criador do Curso de Forex Online. Ele atua no mercado de Forex desde 2005.