3 Dicas Práticas Sobre Time Frames Para Operações no Forex

Tempo de leitura: 8 minutos

3 Dicas Práticas Sobre Time Frames Para Operações no Forex

3 Dicas Práticas Sobre Time Frames Para Operações no Forex

Quando começamos a operar no Forex normalmente desenvolvemos o péssimo hábito de tentar monitorar sinais ou operações em todos os time frames possíveis e imagináveis.

Parte disso pode ser explicado por algumas dúvidas muito comuns, e neste artigo gostaria de falar especificamente sobre 3 delas, fazendo com que isso possa se transformar em dicas práticas sobre time frames para suas operações no Forex.

O que você deve fazer quando….

  1. Marcar suas áreas de suporte e resistência em um time frame maior e precisar utilizá-los em time frames menores?
  2. Encontra um sinal em um time frame maior e fica na dúvida se deveria operar em um time frame menor para reduzir seu stop/risco (caso saia perdendo) ou o tempo da operação saindo com um lucro menor?
  3. Entra no trade em um time frame e pensa se seria melhor monitorar em um time frame menor para evitar surpresas?

Continue lendo e tire suas dúvidas!

Sugiro também os artigos abaixo com mais dicas para suas operações no Forex:

Dica 1: O que fazer quando descobrir um setup no seu time frame atual

Você passou os últimos dois dias procurando um sinal que viesse do céu e salvasse a sua semana de operação e parece que finalmente foi atendido. Enfim seu gráfico deu um sinal!

 

A primeira coisa que normalmente surge quando ainda se é um principiante é a insegurança.

A vontade de acertar é tão grande que acabamos tendo algo que precisa ser banido do nosso vocabulário: medo. Medo de estar errado, de perder dinheiro… entre outros.

É neste momento que você imagina que deveria ir para um outro time frame e operar esse sinal de lá, já pensando em usar um stop menos “arriscado“. Ou mesmo um objetivo menor para uma saída mais rápida e garantida.

De forma prática, por exemplo, digamos que você veja o sinal no gráfico de 8 horas mas o stop lhe pareça gigante, aí você decide migrar para o gráfico de uma hora onde poderá teoricamente arriscar menos, se podemos assim dizer.

Isso simplesmente não faz qualquer sentido embora no calor do momento pareça bastante lógico. Nunca estabeleça seu risco ou stop com base nesse critério. Sinais obtidos em determinado time frame podem ser totalmente contraditórios em outro. Vamos a um exemplo prático.

Na imagem abaixo temos o par GBPUSD no tempo gráfico de 8 horas, que é o que eu costumo operar.

GBPUSDH8
Gráfico de 8 horas do GBPUSD

Existem 3 candles com marcações nessa imagem que representam uma operação bem sucedida de venda. As duas linhas tracejadas em azul estão demarcando uma zona de resistência que vai de 1.49400 a 1.49600.

O candle verde (no meu gráfico este candle é altista enquanto o candle vermelho é baixista) – que contém a seta em vermelho – vem de um patamar de preço menor e atinge a zona de resistência sem conseguir vencê-la. O candle seguinte, embora seja igualmente verde, também não consegue ultrapassar essa zona e gera uma mínima abaixo da mesma.

Neste ponto, tudo ainda pode acontecer, os touros podem entrar no candle seguinte e romper com força o patamar ou os ursos podem tomar o controle do mercado e reverter a posição.

Como é uma zona de resistência, sei que é provável que muitos vendedores estejam entrincheirados aqui. Por isso, a preparação psicológica é no sentido de aguardar uma oportunidade de venda, principalmente.

Para entrar vendido nessa posição, quero ver os Ursos efetivamente controlando o mercado e levando o preço a um patamar pelo menos abaixo da mínima do candle anterior.

Com isso em mente, determino meu gatilho de operação para disparar se atingir a linha vermelha tracejada. Isso efetivamente acontece e o preço segue caindo até 1.48133.

Agora vejamos se eu tivesse migrado para o gráfico de uma hora.

Gráfico de 1 hora do GBPUSD
Gráfico de 1 hora do GBPUSD

Aqui podemos ver a mesma zona de resistência anterior. Note no canto esquerdo um candle verde com a seta vermelha sinalizando uma tentativa malsucedida de rompimento da zona. Logo acima desse candle marquei uma linha vermelha contínua como alerta para disparar uma compra apenas acima desse nível.

Em seguida, temos o belo candle verde com um tick vermelho acima dele. Esse candle nos mostra que os Touros entraram no mercado com consistência e carregaram o preço até acima da máxima da zona de resistência o que é um bom sinal de que a operação de rompimento (e também de compra) pode vingar.

O candle seguinte, sinalizado com a seta rosa, mantém a tendência de subida e dá início à operação ao atingir/romper a linha vermelha. No candle seguinte, o mercado passa a rasteira, reverte, e cai com força certamente acionando o stop da operação.

E aí, culpa de quem? Do mercado que fez isso de propósito???

Claro que não!!

Dica 1: Sempre opere os setups de um time frame obrigatoriamente neste time frame.

Dica 2: Monitorar trades de um time frame em outro menor

Pessoalmente não sou fã de monitoramento de trades. Quando planejo minhas operações geralmente deixo tanto a entrada, o objetivo e o stop já determinados com base nos possíveis setups para aquele nível de preço.

Escolhi operar no gráfico de 8 horas para reduzir o ruído do mercado, melhorar o nível de acerto da minha leitura do price action e me dar mais tempo livre para fazer muitas outras coisas, inclusive escrever um texto desse tamanho para você. :)

Mas existem momentos que valem a pena você ter esse tipo de controle. De fato, eu só vejo uma situação em que isso é útil: quando se está em uma operação e existem relatórios muito importantes para o mercado cujo horário se aproxima.

No geral, se minha operação já está vencedora e próxima ao objetivo, prefiro fechar e ficar de fora do mercado observando. Se não está, 95% das vezes prefiro fechar do jeito que está do que correr o risco de atingir meu stop e perder muito mais.

Mas existe aquele pequeno percentual de vezes em que prefiro ficar e ver no que vai dar. Aí gosto de monitorar a operação em um time frame menor e, nesses casos, é melhor ficar com o de 15 minutos, no mínimo. Abaixo disso não recomendo e acima disso me parece tempo demais para a volatilidade desses momentos.

Dica 2: Monitore seus trades em time frames menores apenas se existirem relatórios importantes para o par em que está operando na iminência de serem publicados.

Dica 3: Como usar níveis de suporte e resistência de um time frame em outro menor

Sim, você pode fazer isso, e deve. Sempre que começar a traçar níveis de suporte e resistência, que é parte fundamental do price action para forex, deve começar pelos níveis maiores.

Ainda assim, aqui vai um alerta, price action não é um sistema automatizado que lhe dará as respostas prontas, mas sim uma forma de ler o mercado que precisa ser traduzida pelo que você tem de melhor (seu cérebro) e daí extrair informações que lhe ajudarão a operar com qualidade.

Os níveis importantes de suporte e resistência de um gráfico semanal provavelmente serão reproduzidos no gráfico diário e por aí  vai. Mas não podem ser utilizados de forma automática. É preciso colocar esses níveis e observar no gráfico que você opera o histórico do preço e como ele se comportou nesses níveis.

Se o comportamento do preço foi o  esperado, ou seja, ele sofreu suporte ou resistência ao atingir esses níveis no passado, aí você coloca essa linha (usada para marcar o nível de suporte ou resistência) em “estágio probatório“.

No próximo contato do preço com esse nível você saberá se aquele nível merece ficar ali para balizar uma futura operação, se precisar ser melhor calibrado ou mesmo retirado do gráfico.

Dica 3: Utilize os níveis de suporte e resistência dos times frames maiores no time frame que você opera, mas lembre-se que eles precisam de observação e teste.

Não complique as coisas. 
Se você tem medo de perder dinheiro ou de que uma operação vencedora vire-se contra você tenho uma péssima notícia para lhe dar: isso irá acontecer vez ou outra.
Faz parte do risco de se operar no maior mercado do mundo. Utilize as dicas deste artigo com inteligência e você verá que isso pode gerar um bom resultado positivo em suas operações no Forex.

 

Se este artigo lhe foi útil, por favor não deixe de me dizer isso nos comentários abaixo ou curtindo nas redes sociais. Também ficarei feliz de saber se você tem boas dicas sobre o assunto para deixar por aqui e ajudar os leitores que são iniciantes no Forex. :)

Imagem 6