Diário de um Trader: II – Meu Primeiro Trade

Tempo de leitura: 9 minutos

Dizem que o primeiro trade a gente nunca esquece, rs. Acho que aí depende muito do resultado, não?

Se correu tudo bem, euforia. Se deu tudo errado, a culpa certamente não é sua, é do mercado que é malvado. Você até pensa que na próxima você se vingará, não é mesmo? Mas vamos por partes…

Se você não sabe do que estou falando, comece a ler as peripécias desse operador de Forex novato no primeiro post desta série.

Neste artigo vamos abordar diversos aspectos da primeira operação em uma conta real. Você conhecerá as dúvidas mais comuns que todo mundo passa e obterá respostas relevantes a respeito de margem, alavancagem, abertura de uma posição, objetivo, stop, tempo de operação… enfim… será uma longa jornada mas lhe garanto que compensará!

 

Características da Conta de Operação

A conta do nosso operador ficou assim:

  • Saldo inicial: $100
  • Tipo de conta: mini
  • Alavancagem: 400x

A conta mini é bem simples de entender: ela representa 10%  de uma conta standard. E uma conta standard significa que cada contrato vale 100 mil dólares. Nos primórdios do Forex, antes das corretoras de varejo online existirem, era preciso ter bastante cacife para “brincar” no mercado.

Então, nossa conta mini representa contratos de valor bem inferior: 10 mil dólares (10% da conta standard).

Alavancagem

Já abordamos este assunto longamente aqui no blog em vários artigos. Recomendo, para aprofundamento, a leitura destes:

Dito isto, não me aprofundarei muito no tema.

Em nossa conta mini com alavancagem de 400x, precisamos de apenas 25 dólares para abrir um lote de contrato (25×400 = 10 mil). Teoricamente poderíamos abrir até 4 lotes de uma única vez (4 lotes equivalem a 40 mil, e em cada lote aloco 25 dólares, e 25×4 = 100 dólares, que é o meu capital total).

O valor do pip (usaremos o EURUSD como exemplo) em uma conta mini é de 1 dólar se usarmos exatamente 1 lote de contrato. Observe que isso é proporcional: se uso 2 contratos, meu pip vai para 2 dólares. Se uso um lote fracionário como 0,50, meu pip irá para $0,50.

Atenção: nas corretoras que utilizam o quinto dígito lembre-se que este não representa um pip completo quando varia, mas apenas uma fração deste. Ou seja, se você tem EURUSD a 1.27365 e o preço vai para 1.27366, não houve variação de 1 pip, mas de 0,1 pip. Só teremos um pip de variação quando o preço mudar para 1.27370.

Abrindo o Primeiro Trade

Nosso operador novato está pronto para começar sua aventura. Ele abre seu meta trader, observa o horário e a data (5 de novembro de 2012, 19:40, segunda feira). Checa seu calendário econômico e vê que não existe nada de relevante acontecendo nem no EUR, nem no USD.

O próximo evento relevante acontecerá apenas na quarta feira então ele sente que pode operar sem surpresas.

Observe o gráfico abaixo. Clique para ampliar.

5-novembro-2012-opera-C3-A7-C3-A3o1
Neste ponto nosso trader utiliza o price action para suas operações. Ele observa uma longa tendência de baixa terminando em um candle com uma sombra vermelha relativamente grande abaixo dele, bem em cima de uma linha que anteriormente ele considerou como uma zona de suporte.

O candle seguinte não consegue produzir uma nova mínima e é dominado pelos Touros em um evidente tentativa de modificar a direção da tendência. O último candle da sequência já abre um pouco acima do nível dos candles anteriores e ele toma isso como um sinal para entrar na operação comprado.

Observem o status da operação. Clique para ampliar.

Dissecando alguns dos termos:
  • Ordem: número da ordem na corretora.
  • Horário: quando foi aberta a operação (hora da corretora).
  • Tipo: buy, ordem de compra. O contrário seria sell.
  • Volume: o tamanho do nosso lote. Foi escolhido 0.2.
  • Símbolo: par que está sendo negociado.
  • Preço: de abertura da ordem.
  • S/L: Stop.
  • T/P: Objetivo.
  • Lucro: valor atual da operação.

Observe que a operação começa negativa por conta do spread cobrado pela corretora.

Pronto. Agora o trader já está no mercado. Não é objetivo dessa série de artigos determinar como foi calculado o objetivo e o stop da operação. Seja lá qual for o método que você utilize apenas lembre-se que é preciso SEMPRE determinar ambos.
Como a operação foi feita no gráfico de 4 horas o operador não precisa ficar vigiando seu terminal, uma vez determinado o que ele espera do mercado, ele vai fazer algo mais produtivo do que ficar olhando o gráfico (ou então vai analisar outro par).

Checando o Gráfico

A primeira olhada no gráfico depois de um tempo com a operação aberta é empolgante. Clique na imagem abaixo.

Visualmente a coisa tá funcionando bem. O candle mostra uma certa força dos Touros e já opera bem acima da linha de entrada. Vamos analisar a situação da operação.

Aqui aparece uma informação nova que não foi comentada na outra imagem similar a essa. Isso foi proposital. Observe que existe um item chamado “permanência“, e ele agora mostra um valor negativo (-0.03).

A explicação é a seguinte. O Forex é um mercado descentralizado que funciona 24 horas por dia, mas as corretoras precisam fechar suas contas diariamente, de acordo com seu horário. Para que isso aconteça e ao mesmo tempo você possa manter sua posição aberta no mercado, a corretora fecha seu trade e o reabre em seguida, de forma transparente, cumprindo assim a necessidade dela e atendendo sua vontade de permanecer na posição.

O caso é que uma operação no Forex é formada por um contrato representado por duas moedas, no caso o euro e o dólar. De forma simples, quando a corretora reabre a sua posição existe uma diferença entre a taxa de juros das duas moedas que precisa ser compensada para mais ou para menos. Em nosso caso, ela foi compensada para menos.

Não quero complicar mais me aprofundando nisso porque não é relevante para o exemplo, apenas é mais uma informação que o novato descobre geralmente na prática.

O mais legal está no campo lucro: 1.22 de lucro bruto, que descontada a taxa de permanência se torna 1.19. Neste momento, você pega sua calculadora simples e divide 1.19 por 100 e percebe que já está ganhando mais de 1%.

Parece pouco né, mas imagine que você leva o mês inteiro naquele fundo de renda fixa e não consegue isso e agora já fez em menos de 4 horas. Fácil, não? Vai ficar rico, não é mesmo? Cenas do próximo capítulo…

Balanço, Valor Líquido, Margem, Margem Liberada e Nível da Margem

Precisamos observar mais algumas coisas muito importantes que não foram explicadas acima. Voltamos às duas imagens já postadas:

Fig. 1

 

Fig. 2

Balanço

Comparando as imagens, tanto na figura 1 quanto na figura 2 o Balanço é o mesmo. Ele não se alterou porque nenhuma operação foi fechada, então ele permanece com o valor que começamos.

Valor Líquido

Já o valor líquido saiu de 99.54 para 101.19. No início ele debitava o spread da operação e, em seguida, ele creditava o lucro do momento. O Valor líquido é o valor real e online do seu saldo. Na medida em que o lucro vai crescendo ou reduzindo (virando prejuízo), isso se reflete automaticamente neste campo.

Margem

A margem foi outro item que não se alterou. E nem poderia porque ela refere-se à quantidade de capital que foi usada para abrir a posição. Relembrando, eu precisaria de 25 dólares de margem para abrir um lote inteiro. Mas no exemplo foi aberto um lote fracionário de 0.2. Por isso a necessidade de capital foi bem menor.

Ok, você pode argumentar que o valor sendo proporcional ao tamanho do lote deveria usar então 5 dólares, e não 6.40 (25×0,2=5). Tudo bem, eu confesso. Contei uma pequena mentira lá em cima para simplificar sua vida. Mas como descobriu, vou revelar o grande segredo.;)

A margem é o tamanho do contrato dividido pela alavancagem e multiplicado pelo valor do par no momento em que é aberta a operação. 

Meu Deus! Agora sim complicou de vez! Calma, não se desespere, veja que com a fórmula fica fácil:

Margem = (tamanho do contrato/alavancagem) x valor do par

Tamanho do contrato = tamanho do lote padrão x lote usado na operação

Tamanho do contrato = 10 mil * 0.2 = 2000

Tamanho do contrato/Alavancagem = 2000/400 = 5 (oba! chegamos no tal 5)

Margem = 5*1.27930(preço de abertura da operação) = 6.40

Pronto, agora já sabe como fazer!

Margem Liberada

O cálculo aqui é simples e lógico. Margem liberada é quanto você ainda pode usar para abrir novas posições, por isso precisa ser o seu saldo online menos o que você está usando, que é a margem. Na imagem 2: 101.19 – 6.40 = 94.79.

Nível da Margem

Aqui você sabe o quanto ainda tem de gordura para queimar. :) O cálculo é simples:

Nível da Margem(NM) = (Valor líquido/Margem) *100

Usando a imagem 2: NM = (101.19/6.40)*100 –>> 15,81*100 = 1581 que é aproximadamente o valor que você vê na imagem.

O que é relevante saber é que se o nível da sua margem chegar a 100 você recebe a famosa chamada de margem e sua operação é automaticamente fechada porque ficou sem margem para continuar. Certamente será um belo prejuízo já que usou muito ou todo seu dinheiro, dependendo de quantas operações estão abertas.
No próximo artigo, veremos como terminou o primeiro trade e dissecaremos mais
aspectos das operações no Forex.

capa-curso-de-forex-online-400px