3 Diferenças Psicológicas Entre Operar na Conta Demo e na Conta Real

Tempo de leitura: 3 minutos

3 Diferenças Psicológicas Entre Operar na Conta Demo e na Conta Real

Quantas vezes já dissemos aqui que praticar primeiro na conta demo é essencial para seu sucesso no Forex?

É preciso dar o tempo necessário para desenvolver seu plano de operação, suas habilidades como trader e dominar a psicologia do mercado.

Uma vez alcançado o sucesso na conta demo, provavelmente você já se concede um lugar de sucesso no hall da fama dos traders de Forex, não é mesmo? Afinal, agora basta migrar para a conta real e reproduzir sua vitoriosa sequência da conta demo.

Infelizmente, as coisas não serão tão simples assim.

Ao final do artigo, responda nossa pesquisa sobre o tema.

1. Dinheiro de verdade significa emoções de verdade

Como operadores de mercado, procuramos ser tão emocionais quanto uma pedra consegue parecer ao ser chutada por alguém. Contudo, é impossível eliminar todas as emoções humanas no momento de se tomar importantes decisões para seus trades, e não é de grande ajuda ser vulnerável a elas.

Basta comparar o tipo de sentimento que lhe vem à mente quando lembra do que sentiu no seu primeiro trade na conta demo do que agora, quando chegou a hora de realizar uma operação de verdade. Não parece que seu coração bate mais rápido? Não sente suas mãos tremerem um pouco?

E, ao longo do desenrolar da operação, sente insegurança a respeito do que o levou a entrar na posição? Se ela começa a ir contra você, deseja encerrar logo essa agonia e assumir um pequeno prejuízo?

Enfim, onde tem dinheiro de verdade, tem emoções de verdade.

2. Ausência de risco financeiro na conta demo.

A.Trader: ele não conhecia seus limites de risco

Isso nos leva a uma segunda diferença fundamental: o que você está arriscando de verdade na conta demo? Nada. Isso mesmo, absolutamente nada, você não tem nada a perder. É possível que todo seu dinheiro esteja acabando na conta demo mas no fundo você sabe que se precisar, basta reiniciá-la. Isso tira toda a pressão do trader.

Por outro lado, uma série de perdas reais na sua conta verdadeira pode acabar com sua confiança e atrapalhar suas decisões futuras. Por isso que ter suas regras de operação e risco bem claras faz toda a diferença, pois é onde você se guiará principalmente quando as coisas estiverem dando errado.

3. A tentação de cometer pecados é maior na conta real.

Arriscar seu dinheiro no mercado significa estar emocionalmente comprometido com ele. Quando você pensa que superou os péssimos hábitos dos seus primeiros dias de trader, imediatamente sente-se compelido a voltar a cometê-los.

Começa movendo seu stop, saindo das operações antes de atingir o objetivo, operando de forma vingativa. Ainda mais: para alguns traders, na ânsia de provar que podem operar de forma tão lucrativa quanto na conta demo, começam a praticar o overtrading e dilapidar suas contas.

Como lidar com isso?

A primeira coisa é se convencer de que essas diferenças existem.

A segunda, é começar a focar no processo, e não no lucro. Opere apenas uma posição por vez, focando em seguir metodicamente seu plano de operação, dando total atenção ao gerenciamento de risco.

Regra de ouro: nunca coloque dinheiro no mercado que você realmente não possa perder. Se você depende disso para sobreviver, esqueça. Dinheiro real é igual a emoção de verdade, mas dinheiro que não se pode perder é igual a fracasso certo no mercado.

Terceira coisa, mantenha registro de suas operações. Se o fizer, terá uma poderosa ferramenta de comparação com as operações da conta demo e entenderá melhor os erros que vem cometendo.

Sei que é uma mudança difícil e, por vezes, frustante, porque em algum momento eu mesmo a realizei. Mas isso não pode lhe deter. Muitas vezes o início de uma caminhada de sucesso no Forex está a um passo de você, e ele pode começar já no próximo trade!

Agora, responda à nossa pesquisa e nos ajude a saber mais sobre o tema:

homem-nas-nuvens-forex